Recuperação de Dados

Ransomware: ameaça a Segurança Nacional

Cada dia mais, os ataques de Ransomware têm se tornado uma ameaça a segurança nacional e, diariamente, presenciamos o impacto financeiro que esses ataques podem acarretar em empresas e até a usuários comuns. Isso porque, de acordo com pesquisa feita pela Veritas Technologies, cerca de 66% das pessoas admitem terem pago o resgate para o hacker.

E não para por aí. Com hackers ficando mais habilidosos a as abordagens mais efetivas, fez-se necessário a criação de uma Força Tarefa contra Ransomware (RTF). Composta pelo FBI, pela Agência Nacional de Crimes do Reino Unido e por grandes corporações como Amazon e Microsoft o objetivo principal é tentar frear esses criminosos. Principalmente, por estes estarem, colocando escolas e hospitais também no radar a fim de sequestrar informações cruciais para a rotina das instituições.

Recomendações em caso de ataque de Ransomware

De acordo com o FBI, somente em 2020, cerca de 2400 empresas, governos locais, centros de saúde e escolas foram atacados nos Estados Unidos. Além disso, segundo a Emsisoft, empresa de segurança cibernética, o rombo estimado é de R$42 bilhões no cenário mundial, incluindo interrupções de empresas e pagamento de resgates.

A recomendação é clara, sempre opte por denunciar o crime ao invés de pagar os sequestradores. Inclusive, a RTF, está recomendando aos órgãos públicos que torne obrigatório para vítimas reportar as autoridades em caso de pagamento do resgate.

Além disso, para auxiliar as Vítimas, a recomendação da RTF é que seja criado um fundo para ajudar as empresas a se reestruturarem após sofrerem o ataque.

Casos de ataques cibernéticos: Offix e Hackney Borough Council

Em maio de 2019, o grupo Offix, indústria de gerenciamento de ativos, sediada na Suiça, foi hackeada e teve sua operação parada após hackers desligarem todos os computadores da empresa.

Em entrevista a BBC, Martin Kelterborn, diretor executivo do grupo, disse ter acompanhado ao vivo todos os produtos do site serem encriptados um a um. Havia dezenas de milhares de pedidos a serem enviados e o sistema simplesmente não funcionava.

Kelterborn afirma ter considerado pagar os hackers, mas o sistema estava tão danificado que, de qualquer maneira, eles teriam de reconstruir do zero. O custo que eles tiverem reconstruindo o sistema foi basicamente o mesmo pedido pelos hackers, cerca de meio milhão de dólares.

Outro caso de ataque cibernético aconteceu em Outubro de 2020, em Londres, no Hackney Borough Council, um dos 32 conselhos de bairros existentes na cidade.  Em entrevista a BBC, Rob Miller, diretor de comunicação e tecnologia da informação do conselho, diz que cerca de 300.000 pessoas dependem desses serviços. Por isso, segundo Miller, foi uma situação extremamente preocupante.

A previsão é que o custo para se recuperar do ataque seja de mais de 10 milhões de dólares e levará meses para a que o conselho consiga se recuperar totalmente. De acordo com Miller, é impossível entender a motivação do crime. Ainda mais sabendo o impacto que terá para a comunidade em um período tão complicado como a pandemia.

Recuperação de Dados em dispositivos criptografados por Ransomware

A HD Doctor, empresa especializada em Recuperação de Dados, possui 20 anos de experiência e mais de 75.000 casos solucionados com sucesso. Além de oferecer serviços de recuperação de dados em HDs, SSDs, servidores, cartões de memória e pen drives, também trabalha com recuperação de dados em dispositivos criptografados por ransomware.

Contudo, para casos de ataques de Ransomware, temos um protocolo rigoroso e, seguindo as recomendações, de forma alguma, fazemos contato com o hacker no intuito de negociar o resgate.  A HD Doctor trabalha com ética e transparência para devolver a você informações tão importantes.

Precisa recuperar dados de HD ou outro dispositivo de armazenamento de dados? Confie em quem entende do assunto. Entre em contato com nossos especialistas e solicite uma análise gratuita e sem compromisso. Ligue: 0800 607 8700.

Finalizando, não deixe de seguir a HD Doctor nas redes sociais: Instagram, Facebook e LinkedIN

Fonte: BBC

Veja também

Post anterior
Tecnologia e produtividade: saiba qual a relação entre ambas
Próximo post
Seu MacBook molhou? 3 passos para salvá-lo a tempo!
Você também pode gostar
Menu
Open chat