Recuperação de DadosTecnologia

Servidor RAID: O que é e quais as suas funcionalidades?

Você tem uma empresa e está procurando formas de melhorar a segurança de seus dados? Já parou para pensar no que faria se todos eles se perdessem antes mesmo que tomasse alguma providência? Talvez seja o momento de pensar em ter um servidor RAID.

Calma! Não fique preocupado se não está familiarizado com o termo, aqui você encontrará tudo o que precisa saber sobre servidor RAID e suas funcionalidades.

O que é servidor RAID e qual sua importância?

RAID é uma tecnologia utilizada para melhorar a performance e a confiança do seu armazenamento de dados. A sigla vem do inglês e significa Redundant Array of Independent Disks, que, em tradução literal, significa Matriz Redundante de Discos Independente.

Na verdade, nada mais é do que diversos discos rígidos ou HDs, como são mais conhecidos, que trabalham de forma paralela para criar uma única unidade. Uma das funcionalidades do servidor RAID é o espelhamento de informações, em que todas as informações contidas em um HD estarão também disponíveis nos outros HDs do servidor, evitando a perda de dados em caso de falha em algum dos dispositivos do sistema.

Mas claro, essa não é a única função. Existem vários tipos de RAID e cada um tem uma funcionalidade especifica. A seguir iremos apresentar os principais tipos e assim poderá escolher a melhor opção para implementar em sua empresa.

Quais os tipos de servidores RAID?

Existem diversos tipos de RAID, alguns mais simples e outros mais complexos. Nesse post iremos tratar especificamente dos seguintes modelos: RAID 0, RAID 1, RAID 5, RAID 6 e RAID 10.

RAID 0

Esta configuração divide os dados em dois blocos que são distribuídos por todas as unidades da matriz. Utilizando dois ou mais discos simultaneamente haverá um maior desempenho tanto de leitura quando de gravação, porém não terá tolerância a falha já que não há espelhamento, podendo ocorrer perda de dados.

RAID 0 é ideal para armazenamento não crítico de dados que precisam ser lidos ou gravados em alta velocidade.

 

 

RAID 1

Esta é a configuração do espelhamento que foi mencionada anteriormente. Consiste na duplicação dos dados nas unidades do servidor. Isso significa que se uma unidade falhar a unidade espelhada poderá ser usada para a recuperação dos dados. A desvantagem porém é que há uma perda de 50% de sua capacidade total de armazenamento já que todas as informações são gravadas duas vezes.

 

 

RAID 5

Essa configuração é dedicada ao armazenamento das informações de paridade. Aqui você irá precisar de no mínimo 3 unidades e conforme é mostrado na imagem abaixo as informações de paridade não são gravadas de forma fixa e uniforme, mas sim distribuídas por todas as unidades.

Essa já é uma tecnologia mais complexa e a vantagem aqui são a velocidade de leitura dos dados e a segurança, já que se uma unidade falhar você ainda continuará tendo acesso aos seus dados. Entretanto, além da velocidade de gravação ser mais lenta devido a paridade que deve ser calculada, há também a questão do tempo de reconstrução que pode levar mais de um dia. Nesse tempo de reconstrução, caso outra unidade do sistema falhe perderá todos os seus dados.

 

 

RAID 6

Essa configuração segue a mesma lógica do RAID 5, porém aqui a paridade, ao invés de ser gravada em uma unidade, é gravada em duas. Nesse cenário o sistema pode suportar a falha simultânea de até duas unidades sem perda de dados. Ou seja, o RAID 6 é ainda mais seguro que o RAID 5.

 

 

RAID 10 ou 1+0

Essa configuração é a combinação das características do RAID 0 e do RAID 1. O RAID 1+0 fornece a segurança do RAID 1 através do espelhamento dos dados nas unidades, ao mesmo tempo que oferece o desempenho do RAID 0 distribuindo os dados nas unidades e tornando a transferência de dados mais rápida.
O que significa é que se algo der errado com alguma das unidades o tempo de reconstrução será muito menor, já que será necessário apenas copiar os dados espelhados para uma nova unidade. Bem prático, não acha?

 

 

Agora ficou muito mais fácil garantir a segurança dos seus dados. Mas, não esqueça, ter um servidor RAID não exclui a necessidade de fazer backups periódicos.

Agora, caso tenha um servidor RAID e precisa recuperar dados do servidor RAID, entre em contato com a HD Doctor, empresa referência em recuperação de dados de servidores. Entretanto, vale lembrar que este processo visa somente a recuperação dos dados e não o conserto dos HDs do servidor RAID.

Ligue 0800 607 8700 e converse com um especialista.

Posts Relacionados:

HD Doctor – Recuperação de Dados: Matriz – Belo Horizonte

Segurança de dados: saiba como se proteger e recuperar arquivos perdidos

Armazenar dados na nuvem é seguro?

Backup: como fazer de forma rápida e segura?

 

Veja também

Próximo post
Ransomware: você também pode ser uma vítima!
Você também pode gostar
Menu
Open chat